A tendência para procedimentos menos invasivos, passando de hospitalizado para ambulatório, mudou a face da cirurgia. Os saltos que mudaram a indústria em tecnologia e técnicas cirúrgicas nos permitiram alcançar nossos objetivos de tratamento com incisões menores, laparoscopia e outros procedimentos "fechados", menos sangramento, menos dor e menores taxas de complicações. Como resultado, os pacientes que costumavam exigir dias de recuperação no hospital para muitas cirurgias comuns agora podem se recuperar em suas próprias casas.

Os procedimentos ambulatoriais cresceram de cerca de 50% a 67% do total de cirurgias dos hospitais entre 1994 e 2016, e o volume ambulatorial deverá crescer outros 15% até 2028, com vantagens para pacientes, cirurgiões, seguradoras e hospitais. Em meu hospital, onde o espaço para dormir é muito pequeno, meus colegas e eu fomos capazes de causar um impacto significativo ao mudar a cirurgia minimamente invasiva para aumento da próstata, também chamada de hiperplasia prostática benigna (HPB), de internada para ambulatorial.